Nos dias de hoje, existem mais de 30 milhA�es de blogs na internet e milhares do outros sendo criados a cada somana. Assumindo a propriedade de um blog por pessoa, esse foi um mA�nimo de 30 milhA�es por pessoas que compartilham suas opiniA�es pessoais sobre tudo o que existe sob o sol. Isto A� uma coisa boa. A livre troca de pensamentos e idA�ias A� o que impede o mundo de se tornar um reservatA?rio estagnado de ditadura com a espuma verdejante apropriada flutuando no topo.

No entanto, para roubar uma linha do filme Homem-Aranha, “Com grande poder, vem uma enorme responsabilidade”. Blogar tornou-se 1 meio por a voz das pessoas ser ouvida. Devemos ter cuidado, no entanto, para nA?o abusar do nosso domA�nio por meio de atos impensados que prejudicam a credibilidade dos blogueiros e dos blogs. Um lugar que continua a ser o nosso calcanhar por Aquiles A� especialmente quando bons posts vA?o mal.

Nos Estados Unidos, calA?nia e difamaA�A?o sA?o as duas categorias de difamaA�A?o. Em muitos estados, os tribunais comeA�aram a tratA?-los da mesma estilo que a A?nica diferenA�a entre os dois A� de que o libelo A� uma falsa declaraA�A?o escrita sobre uma pessoa, lugar ou coisa que prejudica a sua reputaA�A?o, enquanto a calA?nia A� o ato verbal do mesmo. ofensa. Seja blogado na internet ou sussurrado off-line para sua mA?e, o denominador comum A� que o que foi dito A� especialmente falso.

Desde que eu sou psA�quico, eu jA? sei o que vocA? estA? pensando. “A Primeira Emenda da ConstituiA�A?o dos EUA me protege. Contanto de que seja para ser franco, posso dizer o de que quiser. a�?Bem, mais ou menos. Por mais louco que pareA�a, a verdade nA?o A� a defesa da bala de prata para todos os casos do difamaA�A?o ou difamaA�A?o. 1 juiz pode exigir de que, alA�m de ser verdade, as informaA�A�es transmitidas sejam por interesse pA?blico.

Assim, relatar que o CEO por uma enorme corporaA�A?o havia sido pego roubando numerA?rio do fundo de aposentadoria dos funcionA?rios provavelmente seria demitido do tribunal civil, enquanto que dizer ao mundo que seu vizinho tem pA�s malcheirosos poderia causar mais problemas do que vocA? anseia. Mesmo de que fosse verdade, por que seria do interesse pA?blico saber de que os pA�s do seu vizinho poderiam esvaziar o Yankee Stadium?

Agora, a Primeira Emenda protege seu direito 24 hour viagra. a uma opiniA?o. Se o visitante acha que o Sr. Squiggly Toddler Toy foi um pedaA�o de porcaria, vocA? estA? certamente livre para confidA?nciar a qualquer um, desde que vocA? deixe significativo que A� especialmente a sua prA?pria opiniA?o a cerca de o tema. Da mesma forma, se uma pessoa apresentar um sentimento negativo em relaA�A?o A� sua prA?pria experiA?ncia usando vocA? e estiver claro para qualquer pessoa razoA?vel que tal A� sua prA?pria opiniA?o, seu recurso legal contra ela A� severamente limitado.

ParA?dia e sA?tira tambA�m sA?o protegidas. Se nA?o estivessem, o Saturday Night Live e o South Park nunca passariam do 1o episA?dio. E a crA�tica de uma performance pA?blica como uma sinfonia, uma peA�a e atA� 1 livro A� especialmente protegida atravA�s clA?usula Fair Criticism and Comment.

Actualmente, a net contribui usando algumas camadas interessantes de complicaA�A?o para todo o shebang de blogs. Em vez do estar contida em uma A?rea localizada, o libelo tem este potencial por cruzar fronteiras internacionais e nem todos os paA�ses lidam com esses casos da mesma forma. Um dos fundamentais problemas que os tribunais de no total o mundo tA?m do enfrentar foi o da jurisdiA�A?o. Se eu moro nos EUA e libelo alguA�m que mora pelo Reino Uno, onde ocorre exatamente este caso e quem sA?o as leis? a�?VA?rios quadros criaram um precedente assustador que pode ser processado em qualquer lugar do mundo por difamaA�A?o. publicado na internet.

Depois, buy cheap viagra from canada. hA? a questA?o da responsabilidade de terceiros. Digamos que vocA? seja 1 blogueiro responsA?vel, que seja cuidadoso com seus posts para evitar uma acusaA�A?o incA?moda do difamaA�A?o. Um de seus leitores publica uma declaraA�A?o difamatA?ria no seu

blogue. VocA? tA?m a possibilidade de ser responsabilizado pelas aA�A�es dessa pessoa? Bem, atA� mesmo agora a lei somente fez provisA�es para provedores de serviA�os de Net declarando que eles nA?o podem ser responsabilizados por como seus clientes usam seus serviA�os (como estamos falando de difamaA�A?o). Da mesma forma, estes provedores de serviA�os de blog, como o Google e a Six Apart, provavelmente estarA?o imunes a quaisquer aA�A�es judiciais decorrentes do uso do serviA�o por uma pessoa.

Se o visitante seria ou nA?o responsabilizado, pode ser que o visitante reduza seus comentA?rios. Se vocA? consentir que comentA?rios sejam postados automaticamente, vocA? pode manter-se protegido de acordo usando a DivisA?o 230 do CA?digo dos EUA (para cidadA?os destes EUA). Pode ser uma histA?ria diferente, no entanto, se vocA? aprovar comentA?rios antes de publicA?-los. Pode-se argumentar de que a postagem dos comentA?rios equivale a sua concordA?ncia com eles. AtA� hoje, ninguA�m apareceu no tribunal para discutir isso, daA� o fato de que somos obrigados a fazer as pazes A� medida que avanA�amos.

A difamaA�A?o A� especialmente uma questA?o delicada e que precisa ser cautelosa para evitar o desembarque no tribunal. Aqui estA?o algumas dicas para ajudar a mantA?-lo longe do problemas. Nota: Eu nA?o sou 1 advogado. Eu nem sequer consigo jogar um na televisA?o. Se vocA? e seu blogue lidarem com alguns problemas altamente controversos ou se vocA? nA?o tiver certeza de quantos problemas enfrentaria se publicasse esse post sobre o namorado do seu melhor amigo, recomendo entrar em contato usando um advogado para conseguir o melhor conselho. 1. Altere os nomes. De longe, a coisa mais fA?cil de que vocA? pode vir a fazer A� especialmente mudar ou evitar o uso do nome da pessoa de quem estA? falando e retirar o mA?ximo possA�vel do informaA�A�es do identificaA�A?o. Se uma pessoa sensata puder visitar sua cidade natal e identificar rapidamente a “boca da vaca” em que vocA? escreveu on-line, talvez mesmo que necessA?rio fazer algumas ediA�A�es. 2. FaA�a uso por um sinal legal. Kevin S Brady tem um excelente no seu site. Mesmo algo tA?o bA?sico como “Ao criar uso do seu blog, o visitante concorda de que as opiniA�es expressas sA?o de propriedade e responsabilidade de seus respectivos proprietA?rios” pode prover alguma resguardo no caso de uma aA�A?o judicial. (Verifique com um advogado real, por favor). 3. Considere escrever seu discurso como uma parA?dia ou sA?tira. Extremos exageros de que nenhuma pessoa razoA?vel acreditaria nA?o sA?o considerados difamaA�A?o porque, francamente, eles sA?o inacreditA?veis. Possua cuidado, porA�m, este tipo de escrita leva 1 certo je sais quoi, e poderia facilmente sair pela culatra em vocA?. PeA�a a uma pessoa razoA?vel que revise sua inscriA�A?o para garantir que ela esteja no teste de credibilidade. 4. Assista seu idioma. Certifique-se www.hireabag.ga por usar palavras que deixem claro de que esta A� especialmente sua opiniA?o sobre este assunto. DeclaraA�A�es como “Aquele Mr. Squiggly Toddler Toy A� uma porcaria” faz parecer que vocA? estA? declarando um fato quando, na verdade, vocA? estA? fazendo um julgamento privada sobre o brinquedo. Um serviA�o como “Eu acho que o Sr. Squiggly Toddler Toy A� uma porcaria” ou “Que o Sr. Squiggly Toddler Toy se desfez apA?s o 1o uso” sA?o apostas seguras. Pelo menos no de que diz respeito A� lei.

5. E por A?ltimo, contudo definitivamente nA?o menos especialmente importante, nA?o conte contos falsos. Agora isso pode parecer senso natural, mas quA?o comum A� o senso comum por agora? Se o visitante sentir a necessidade de recorrer A� mentira a cerca de uma pessoa, vocA? pode vir a querer pesquisar ajuda profissional para correr por de que vocA? deseja fazer isso. Porque as chances sA?o de nA?o proteger o pA?blico.

O blog A� uma A?tima maneira do conhecer pessoas e conservar-se atualizado no mundo, e fazA?-lo com responsabilidade sA? tornarA? a experiA?ncia melhor. Fique seguro, fique sA?o e a maior parte se diverte.